The Urban
Lifestyle

Lifestyle

A importância da mulher na história da bicicleta
share this articleShare on Facebook0Google+1Pin on Pinterest0Tweet about this on Twitter

A importância da mulher na história da bicicleta

O aparecimento da bicicleta trouxe uma série de mudanças na forma como as mulheres passaram a ser vistas na sociedade. Esta companheira de duas rodas trouxe liberdade de movimentos e de deslocação a todas as mulheres que se emanciparam na altura.

No século XIX a prática de ciclismo por parte das mulheres acabou por dar origem a uma importante mudança no vestuário feminino e nas tradições vinculadas aos géneros e papéis sociais, tendo sido algumas mulheres do movimento feminista que deram origem a uma mudança na história da bicicleta.

Amelia Bloomer

A importância da mulher na história da bicicleta

Jornalista e editora de uma revista feminina, que tinha como objetivo elevar a moral da sociedade americana, Amelia Bloomer foi a militante feminista responsável pela introdução de um vestuário mais confortável e prático para as mulheres.

Amelia ficou conhecida pelo mundo inteiro após ter criado o modelo de calças “Bloomer” – umas calças largas, compridas e folgadas que estreitavam nos tornozelos – uma autêntica revolução na história da bicicleta.

Annie “Londonderry” Kopchovsky

A importância da mulher na história da bicicleta

No dia 25 de junho de 1894, Annie Kopchovsky começou por mudar o curso da história da bicicleta ao decidir que iria ser a primeira mulher a dar a volta ao mundo em bicicleta. Esta jovem imigrante judia nos EUA deixou o seu marido e três filhos e partiu à descoberta com a sua companheira de duas rodas.

Quinze meses depois voltou aos EUA e a sua viagem e audácia foram apelidadas por vários jornais como a jornada mais extraordinária levada a cabo por uma mulher.

Kittie Knox

A importância da mulher na história da bicicleta

Filha de mãe branca e pai negro, Kittie Knox tornou-se uma ciclista conhecida na década de 1890 em Boston, integrando a atual Liga dos Ciclistas Americanos. Em 1894, a adesão de Kittie Knox foi colocada em causa, uma vez que a Liga aprovou uma barra de cores, onde apenas eram premiadas pessoas brancas.

Knox desafiou as regras da Liga e as perceções públicas de ambos os povos e também das mulheres negras, motivando o debate local e nacional acerca da raça e do género no mundo do ciclismo e na comunidade em geral.

Maria Ward

A importância da mulher na história da bicicleta

Maria Ward defendia que, tal como os homens, as mulheres são capazes de cuidar da manutenção técnica da sua bicicleta. Assim, em 1896, mudou o rumo da história da bicicleta ao publicar o manual de utilização “Bicycling for Ladies” – um guia completo sobre como escolher a bicicleta mais adequada, quais as regras de etiqueta e as instruções necessárias de manutenção da bicicleta.

share this articleShare on Facebook0Google+1Pin on Pinterest0Tweet about this on Twitter